terça-feira, 24 de agosto de 2010

Dia 15 - Faça a Sua Cama

 
                                                                                                  (foto da internet)
 
 

Nada como dormir em uma cama com lençóis limpos e macios. Uma noite bem dormida pode significar bom humor na manhã seguinte. Mas quando levantamos é necessário arrumá-la: dobrar os lençóis, guardar e forrar a cama. No sistema FLY aprendemos que isto tem que se tornar uma rotina para nós. Mas porquê? Por dois motivos: 1- Uma cama arrumada causa um bom visual no quarto. Dá uma sensação de casa arrumada, com tudo no lugar.

Mesmo que a gente não tenha tempo naquele dia em arrumar detalhadamente a casa, se pelo menos conseguirmos fazer alguma coisa, como arrumar nossa cama, já vai dar alguma diferença no ambiente.

Durante o meio da semana, como tenho que sair cedo para trabalhar e enfrento um transito terrível, não tenho tempo em arrumar as camas, quem faz este serviço é meu QM (Querido Marido). Quando chego em casa à tarde, é menos uma coisa para fazer. Final de semana ou feriado, sou eu quem arruma a cama quando acordamos.

Já li em algum lugar na net que tem gente que acha que não é necessário arrumar a cama quando se levanta porque à noite vai usá-la novamente. Tudo bem que se você sai cedo de casa e só retorna para dormir o visual do seu quarto ou casa pode não ter importância, afinal a casa vai ficar fechada, ninguém vai estar lá mesmo para admirá-la, mas o problema não é o visual, mas o que está lá e não podemos ver a olho nu: a poeira e tudo o que ela trás junto.

2- Toda superfície plana acumula poeira. No chão a gente passa MOP ou pano úmido. Os móveis limpamos com pano úmido. Mas e a cama? Se não a protegermos da poeira, temos que trocar os lençóis toda noite ou dormiremos na sujeira. Mesmo com a casa toda fechada o pó penetra pelas fretas e vai se acomodando em nossas casas. Então ao guardarmos os lençóis e travesseiros e forrarmos uma colcha na cama mais do que aparência é sinal de higiene, afinal nosso corpo vai repousar sobre os lençóis, nosso rosto junto ao travesseiro. E tudo o que queremos é proteger nossa família do risco de doenças.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Entrega Total

                                                                                              (foto da internet)

Dia desses estava eu atarefada com tanta coisa pra dar conta e um simples chamado de – Mãe! - Já estava me deixando nervosa. Eu não conseguia terminar nada, pois a todo o momento eu era interrompida por Gabriela ou Osmar que queriam minha atenção. Foi um dia tenso, pesado. Eu estava de mal humor. Sabe aquele dia que você está no seu limite? Assim estava eu.


E como já era de esperar, eu explodi: larguei tudo do jeito que estava e fui pro quarto chorar. Um choro de desabafo, de cansaço, como que dizendo: chega, não agüento mais. Chorei compulsivamente como há muito não fazia.

Então comecei a falar com Deus: porque eles, meu marido e minha filha, não cooperavam comigo? Porque eles não me ajudavam? Porque deixavam tudo para eu resolver? Será que eles não estavam vendo meu desempenho por eles? Será que eles não estavam vendo meu esforço em ser uma boa esposa, mãe, dona de casa, mulher, profissional? Como posso estar no controle de todas as coisas se não estou sendo reconhecida pelas pessoas que amo?

Minha oração era: eu sou muito boa. Faço todas as coisas. Sou perfeita. Sou eficiente e não sou reconhecida. Eu tenho que ter o controle sobre todas as coisas e eles não estão cooperando comigo para que eu possa manter o controle das coisas. Foi então que o Espírito Santo de Deus falou ao meu coração: Regi, você não tem o controle de nada. Sou Eu que controlo tudo. Você não tem que se preocupar com nada. Tudo o que você faz é somente porque Eu permito.

Então me dei conta que minhas preocupações em cuidar de tudo eram em vão. Relaxei. Fui consolada e meu espírito antes abatido e conturbado foi se acalmando. Coloquei tudo então nas mãos de Deus. Se for para o Senhor ter controle sobre minha vida, vai ter o controle de tudo, não somente partes.

Como é engraçado: quando comecei minha oração, eu estava falando com Deus que eu era auto-suficiente e queria continuar a ser e não me deixavam. E no final da oração, o Espírito de Deus me fez enxergar que eu não era nada. Que é Deus que está no controle de todas as coisas. E que sou totalmente dependente dEle.

Durante muito tempo da minha vida aprendi a ter o “controle” sobre as coisas. E a sociedade nos cobra isso. A todo instante nos é ensinado buscar a eficiência e alcançar a perfeição. Estou aprendendo relaxar e entregar as coisas nas mãos de Deus.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Dia 14 - Leia as Dicas que a FLY Kelly nos dá (como usar o Calendário)

(foto da internet)






Quando a gente começa a se organizar começamos também ver nossas necessidades e vamos nos adaptando a elas. Aqui em casa até que não esquecemos nossos compromissos. O problema estava na comunicação. Eu tinha meus compromissos, Osmar os deles e não compartilhávamos um com o outro. Resultado: alguém sempre tinha que cancelar alguma coisa, se desse, ou fazer aquela ginástica pra atender aos dois ou mais compromissos.

Uma dica Fly é adotar o Calendário Familiar. Um calendário, onde todos da família agendam seus compromissos e os expõem. Assim, todos ficam sabendo de tudo. Eu faço meu calendário familiar em formato A4 no Word e coloco na porta da geladeira. Deste modo, sempre estamos olhando pra ele e sabendo o que e quando vai rolar. Assim, não pega ninguém, de surpresa.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A Eterna Busca pelo Elo Perdido

(foto da internet)

Esperança


(Continuaçãodo post anterior) Nós mulheres precisamos sim de um príncipe e de um herói. Não está errado em procurar por eles não. O errado é onde estamos procurando. Nosso príncipe está aqui: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. (Isaías 9:6) . Nosso herói, aqui. Eu, só eu, sou o Senhor, somente Eu posso salvar vocês. (Isaías 43:11) .

Realmente não precisamos de homem algum. Nunca precisamos. Desde o início quando fomos criadas. Observe que nossa existência teve início a partir da vontade de Deus: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. (Gênesis 2:18).

Não precisamos do homem para sermos formada. Quem nos formou foi Deus. E Ele trabalhou sozinho. Para que o homem não atrapalhasse Seu trabalho, o Senhor fez o homem cair em sono profundo: Então, o SENHOR Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. (Gênesis 2:21.22).

Tá vendo? O homem não teve participação ativa nenhuma (ainda bem, né? imagina se tivesse então?). Foi Deus quem fez tudo sozinho. Porque então que a gente passa a nossa vida toda procurando um homem que possa nos trazer felicidade e realização de vida?

R. Perdemos o elo com Deus. De geração em geração, e assim, aprendemos errado. Temos que rever todo o nosso aprendizado, desde o início. Rever nossos conceitos e valores. Fechar nossos olhos e ouvidos àquilo que for diferente da palavra de Deus. Temos que urgentemente recuperar o elo perdido entre nós, mulheres, e Deus.

Precisamos daquele que nos formou, que nos deu vida: Pois tu formaste o meu interior tu me teceste no seio de minha mãe. (Salmos 139:13) . Será que vamos passar a humanidade toda dando ao homem também o lugar de Deus? Já não basta sermos submissas? Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor. (Colossenses 3:18) .

Nossa Alegria e felicidade não está em homem algum, está qui ó: todavia, eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação. (Habacuque 3:18).

Não posso esperar nada de homem nenhum porque: Eis que Deus é o meu ajudador, o SENHOR é quem me sustenta a vida. (Salmos 54:4) .

Confesso que durante bom tempo de minha juventude procurei por este príncipe e/ou herói. E depois de tanto procurar, encontrei meu verdadeiro Príncipe e meu Salvador, recuperei o Elo Perdido. Sei que meu marido é igualzinho a mim, não pelos motivos feministas, mas porque ele foi criado por Deus, e precisa dele tanto quanto eu. Passei e estou passando por mudanças para que todos os conceitos aprendidos sejam eliminados e, outros que realmente possam trazer melhora de vida possam ser plantados e enraizados. Estou recuperando o tempo perdido que junto foi-se com o elo com meu Criador. Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós outros. (Joel 2:25) . Hoje não cobro mais nada de meu marido. Levo tudo Àquele que nos criou: Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. (Filipenses 4:6).



O SENHOR, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo. (Sofonias 3:17).


terça-feira, 3 de agosto de 2010

A Eterna Busca pelo Elo Perdido



(foto da internet)

Desilusão


(continuação do post anterior) Agora ela sabe que não existe príncipe encantado nenhum. É, porque depois que “descobre” que a felicidade da vida só depende dela, já não enxerga nenhum prínpice, só sapo. E como é senhora do seu nariz, sua própria heroina, não precisa de nenhum salvador da pátria. Embarca em um casamento de igual pra igual. Seus desejos e vontades têm que serem feitos do jeito que ela quer. Seus direitos e deveres são iguais ao de seu esposo. Há uma disputa em quem manda na casa, pois ela trabalha e contribui financeiramente tanto quanto ele. Ela é, de fato, uma cria do feminismo (é um discurso intelectual, filosófico e político que tem como meta direitos equânimes e uma vivência humana liberta de padrões opressores baseados em normas de gênero. Envolvem diversos movimentos, teorias e filosofias advogando pela igualdade para homens e mulheres e a campanha pelos direitos das mulheres e seus interesses).

Tai um dos motivos de muitos casamentos não darem certo: a mulher procurando um príncipe ou heroi ou já não precisando deles mais, no decorrer de sua vida de casada, depara-se com a realidade: casou se com um homem, apenas um ser humano. Cheio de qualidades e defeitos, de carne e osso, com sentimentos e necessidades que precisam ser preenchidas. O decepção!

E ainda têm mulheres que não desistem! Quando se depara com a verdade, parte para mudar o marido (inutilmente) pra ver se ele ainda tranforma-se em príncipe. Na esperança de que: antes tarde do que nunca. Outras partem à procura de seus heróis no terceiro, quarto ou mais casamentos. É só olhar para as atrizes que fazem o papel de mocinhas. Na ficcão tá tudo muito bom, mas na vida real, os problemas são os mesmos de uma mortal qualquer.

E aquelas que não os encontraram? Continuam ainda procurando. Porque raizes são raízes. Durante a minha vida me deparei e ainda hoje deparo com mulheres Doutoras (com título mesmo) frustradas porque não encontraram seus príncipes e ou salvador/herói. Beijando, inutilmente, tudo que é sapo pra ver se algum vira príncipe. Então, tornam-se mulheres solitárias, tristes e amargas porque não encontram aquele que elas achavam que iria fazê-las felizes. (continua no próximo post)

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

A Eterna Busca pelo Elo Perdido

(foto da internet)




Inoscência
Quando criança, nós mulheres, aprendemos nas historinhas infantis, tais como: A Bela Adormecida, Cinderela, Branca de Neve e etc que para ser feliz, precisamos encontrar nosso Príncipe Encantado. Todo o sofrimento das "princesas" acabava quando encontravam o príncipe e ai "eram felizes para sempre". Depois, a partir da adolescencia, nossos "mestres" passam ser os romances, filmes, novelas e etc.. Todos com o mesmo final: a heroína sofre horrores até que o heroi aparece e resolve todos os seus problemas.

Mas conforme o tempo vai passando e não encontramos nosso tão sonhado príncipe ou herói, começamos a achar que é porque não somos lindas como as princesas e heroínas: Branca de Neve (uma pele linda e sem manchas), A Bela Adormecida (de tão bela que era mesmo dormindo encantou o príncipe), as “Helenas” das novelas de Manoel Carlos, da Globo, e outras atrizes de Hollywood que interpretam as mocinhas nos cinemas. Arra! Encontrou seu problema! “Se minha pele fosse linda como a da Branca de Neve, eu ficasse magra como..., se eu tivesse aquele cabelão igual a ... se eu malhasse como .... meu corpo ficaria igual ao dela, se eu fosse assim ou assado, tudo estaria resolvido. Encontraria o meu príncipe/heroi”.

Por mais que se martirize em tentar ficar igual às estrelas de cinema, não encontra seu prínpice, e já vai dar meia noite, quando todo o encanto desaparece. Assim como no conto da Cinderela, nós mulheres temos que encontrar nosso príncipe logo que se inicia o baile, ou seja, durante a mocidade, porque depois das 12 badaladas noturnas, o encanto se desfaz (ficamos velha). Acho que é por isso que nós mulheres embarcamos em qualquer modismo, desde roupas, penteados, dietas até cirurgias plásticas, na intenção de encontrarmos nosso príncipe encantado.

Se não dermos a “sorte” de encontrarmos nosso príncipe ou salvador, direcionamos nossas energias para outro lado: - esse negócio de príncipe e salvador (mocinho) é coisa de mulherzinha e agora aprendemos que não nascemos para isso. Estudamos para termos uma profissão que nos traga independência financeira, pois só assim não seremos “do lar”. Somos agora uma mulher bem informada e instruída, moderna, sempre à frente de nosso tempo. Imagina se seremos submissas aos nossos maridos? Que idéia, essa! Aprendemos que a nossa felicidade está dentro de nós. Tem um monte de filosofia ensinando como ser feliz por você mesma. Ai que maravilha: nossos problemas serão resolvidos sem depender de homem algum. Durante certo tempo até que dá certo, mas depois o tempo vai passando e começamos a ver que esta folosofia de vida, não tem respostas pra tudo. (Continua em próximo post)


Você pode gostar disso também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...