sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Últimas Notícias de nossa Sociedade






Cristãos ou não, o fato triste é que é o divórcio está esraizado em nossa cultura. Os casais brasileiros estão divorciando-se mais. A taxa de divórcio fala por si, recentemente divulgada pelo novo censo brasileiro.

A nossa cultura não ensina às mulheres que os homens têm seus valores. Na melhor das hipóteses, elas vêm os homens como "doadores de esperma" e não necessitam deles para mais nada. Os homens são totalmente dispensáveis nesta cultura e algumas mulheres até têm vergonha deles serem responsáveis pelo lar e fazem com que eles se sintam como um peso morto e inferiores a elas.

Hoje, estamos vivendo uma cultura a partir da perspectiva feminista, inclusive dentro de nossas igrejas. A maioria das mulheres usam vários tipos de desculpas para desejarem o divórcio: que eles não ajudam em casa; que eles trabalham demais ou de menos, e não tem tempo para a família; que eles não a fazem “felizes”, etc. Como se viéssemos ao mundo para sermos felizes e não para glorificar a Deus, inclusive em nosso casamento.
Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus I Coritios 10:31

Já conhecemos bem de perto esse retrato. E a taxa de divórcios entre cristãos, que deveriam andar na contramão do mundo como Cristo andou, também vem crescendo. Os casais cristãos que passam por crise em seus casamentos (que não são poucas, como qualquer casal normal) devem enfrentá-las juntos, pois só assim saíram delas com um casamento mais forte.

Nós mulheres, mais que os homens, esperamos muito de um casamento. Queremos um príncipe encantado que nos faça feliz e que seja capaz de ler nossa mente para realizar nossos desejos. Eu sei por experiência própria, pois já fui assim.

O engraçado, é que este mesmo censo indica que os casamentos e recasamentos também vêm aumentando, ou seja, os casais descasam e tornam a se casar (com outros parceiros). Não se divorciam para ficarem só, mas casarem com outros. É o caminho para a promiscuidade, o que também vem sendo sancionado pelas nossas igrejas.

Devemos, antes de tudo, obedecer a Palavra do Senhor. Temos que amar nossos maridos, respeitá-los, sermos submissas (a Deus primeiro, depois a eles), orar por eles para que eles possam ser líderes de confiança em nossa casa, obedecendo aos mandamentos de Deus.

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela. Efésios 5:25
Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor. Efésios 5:22

O matrimônio seja realizada em honra de todos, e o leito sem mácula.
Hebreus 13:4

Você pode gostar disso também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...