sexta-feira, 15 de abril de 2011

O Feminismo e os Homens Cristãos - Qual sua atitude?





Sexta, a idéia de que uma família grande é uma "bênção" é rejeitada por noção de que uma família pequena de um ou dois filhos (e para alguns, sem filhos)é muito melhor. O conceito de "planejamento familiar" voltadas para reduzir o número de crianças em casa é defendida por praticamente todos. O ensino bíblico de que uma grande família é devido à bênção de Deus e soberania (Sl 127, 128) é desprezado pelas famílias modernas, mesmo aqueles que afirmam ser cristãs. A visão feminista de que nós determinamos o número de filhos que teremos, que somos soberanos sobre essas questões, agora é aceito sem perguntas. Naturalmente, esta suposta soberania sobre a vida e o nascimento leva a uma justificação do aborto, o melhor controle da natalidade.


Sim, a feminização da família tem tido lugar no Ocidente! O conceito cristão da família tem sido substituído pela idéia feminista da família: divórcio fácil substituiu uma visão da aliança de casamento; igualitarismo substituiu liderança masculina, o homem e a mulher como prestadores de articulação, tem substituído o homem como provedor, a mulher e mãe que trabalha fora de casa substituiu a mulher como dona da casa, a mãe como um empregado tem substituído a mãe como educadora dos seus filhos, "planejamento familiar" e "controle da natalidade" substituiu a família com filhos.


Dois fatores têm contribuído grandemente para o sucesso das feministas em derrubar a estrutura familiar e a prática que é baseada na Bíblia. O primeiro fator é a covardia dos homens, sim, até mesmo os homens cristãos. Até certo ponto é compreensível (embora ainda vergonhoso) que homens não-cristãos têm acuados diante das feministas, e os seus ataques em cima delas e da família tradicional. Mas que os homens cristãos que têm a verdade da Palavra de Deus, também acovardou, é um fato para arrependimento. Deus chamou homens para defender a sua verdade no mundo e viver para fora de seus preceitos. No entanto, um olhar para a casa do cristão evangélico revela que ela também tem sido feminizadas, em grande medida. As feministas radicais, que odeiam a Cristo transformaram nossas casas, e os homens cristãos, de um padrão familiar biblico. Além disso, os maridos e pais cristãos, também têm demonstrado covardia em sua incapacidade de responsabilizar-se com o que Deus lhes deu. Eles têm sido dispostos a dividir a carga total de liderar e sustentar as suas famílias, têm sido mais do que felizes em compartilhar (ou descarregar) seus encargos sobre sua esposa. A família foi feminizada porque os homens cristãos se retraíram perante seu dever.

Estudo tirado deste site: http://www.visionforumministries.org/issues/family/the_feminization_of_the_family.aspx Continuo em próximo post

3 comentários:

  1. Feministas são completamente psicóticas, ou melhor, psicoptas que desejam apenas virar a mesa, ou seja, massacrar os homens, ou transforma-los todos em homossexuais. Nada além disso.

    ResponderExcluir
  2. É lamentável esses movimentos feministas. Eu e meu marido sempre focamos a palavra de Deus!
    Acho que esse movimento feminista, só manchou ainda mais a imagem da mulher.
    Acho que o homem deve exercer seu papel de liderança, na qual Deus o designou e a mulher exercer seu papel de mãe, de educadora, auxiliadora.
    A família que se baseia nos príncipios bíblicos, é uma família feliz e abençoada por Deus.
    Fiquem com Deus! paz!

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Priscila, obrigada por comentar. Parabéns por seguir os princípios bíblicos para os papeis do homem e da mulher dentro da família. Pois a vontade do Senhor é perfeita e agradável. Infeliz é a pessoa q tenta mudar essas coisas. A paz de Cristo.
    Regi

    ResponderExcluir

Você pode gostar disso também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...