segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Confusão Mental I




"O feminismo é uma mistura de idéias confusas onde as mulheres são livres quando servem a seus empregadores, mas escravas, quando elas ajudam a seus maridos."
~GK Chesterton~

Foi pensando assim que as mulheres partiram em massa para o trabalho fora de casa. Crescemos achando que nossas vidas não têm valor se não tivermos educação e carreira. E isso trouxe algumas destruições.

Em hipótese alguma sou contra a mulher trabalhar fora de casa, mesmo porque seria hipocrisia de minha parte, já que trabalho fora de casa por meio período. Exatamente por isso, posso afirmar que faço muita falta em casa, tanto para meu marido, minha filha e para mim mesma, pois assumindo 2 papeis (dona de casa e profissional), muitas vezes não tenho tempo para mim mesma. Por isso sei, por experiência própria, das vantagens e desvantagens da jornada dupla, bem como das confusões de ideias que podem me identificar como livre ou escrava.

Confusão nº 1:
Quem é o líder?
A falta de um líder no lar pode arruinar um casamento. Nenhuma instituição pode existir sem um líder. Quando o homem é o único provedor na família, achamos que ele é o líder. Mas e quando são os dois, marido e mulher, que sustentam economicamente o lar? Os 2 são líderes? E se for o caso da mulher ter um salário maior que o salário de seu marido, ou o único meio de sustento do lar, seja por desemprego do marido ou por motivo de saúde que o afaste do trabalho, isso faz dela a líder? Nós olhamos para o que move este mundo, o dinheiro. Achamos que se é o homem que tem o domínio do dinheiro, então o líder do lar é ele, mas se é a mulher que sustenta o lar, então é a mulher a líder, e se caso são os dois que levam dinheiro para casa, então os 2 são líderes. Mas Deus não vê assim.


Deus não olha para o dinheiro (Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro Atos 8:20). Deus olha para o ser humano, para a família em conjunto, para os dois, que agora são uma só carne. (E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir. Marcos 3:25). O homem continua sendo o líder da casa e o cabeça da mulher. Por sua vez, ela continua sendo a ajudadora idônea de seu marido. Nada muda de acordo com a palavra de Deus. O salário da mulher que trabalha fora é a forma dela “ajudar” seu esposo. Não temos respaldo bíblico para alegar que a mulher não deve trabalhar fora, mesmo sendo a maldição dada por Deus diretamente ao homem: (e a Adão disse: ... no suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra. Gênesis 3:19).

Continua no px post

Um comentário:

  1. Concordo plenamente com o texto,e acredito que a mulher tem se sobrecarregado na procura da tal "independência financeira".

    ResponderExcluir

Você pode gostar disso também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...